Quase Vaidosa : Seriados e filmes preferidos - Netflix

11/10/2015

Seriados e filmes preferidos - Netflix



Oi amores, tudo bem?

Hoje eu trouxe pra vocês, meu top 5 - Netflix! Escolhi entre filmes e seriados, os que são os meus "queridinhos" do momento. Genteeee, isso é um vício, eu fico tentando acompanhar as séries e assistir os filmes que me despertam maiores interesses entre as leituras de uma doutrina ou outra. Porém, mesmo na correria de últimos períodos da faculdade, serviço, filho, casa e blog (uffa!), eu sempre tento arrumar um tempinho para meu companheiro favorito: netflix! 

E não tem companheiro melhor: ele conhece todos os meus gostos (seleciona todos os seriados e filmes de acordo com o que assistimos, hahah), deixa todos os filmes e séries no mesmo ponto em que parei, sempre me avisa das atualidades, me divirto gastando pouco (apenas R$ 20,00), posso ser eu mesma quando estou com ele (como que nem uma porca e termino babando horrores, hahah), não preciso me arrumar pra estar com ele (ele quer apenas entender meus gostos, e não liga para minha aparência, rsrs), enfim... estou em um relacionamento seríssimo com a Netflix, rsrs!!!

E vamos lá, TOP 5- NETFLIX:




5 - Coco antes de Chanel (filme)

Eu amei este filme, e você que também é apaixonada por moda, com certeza vai se identificar. Gabrielle Bonheur Chanel foi uma estilista francesa e fundadora da marca Chanel. É a única estilista presente na lista das cem pessoas mais importantes da história do século XX da revista Time.

Coco, uma menina pobre criada em um orfanato, ranzinza e nada sociável, que no começo ganhava a vida dançando com a irmã nos cabarés da cidade. Mostrou que mesmo nas adversidades e na miséria, podem surgir ideias incríveis, ela começou a transformar as roupas do seu namorado em lindos vestidos, ousando a utilizar sempre tons próximos do preto e branco, o que na época era taxado como "brega". Confeccionava também lindos chapéus para as atrizes da época.

Ela encontra seu próprio caminho, sempre independente e ousada, e consegue criar um império em uma época em que as mulheres eram totalmente dependentes e submissas ao homem.





4 - Narcos (série)

Narcos é uma série de televisão americana dirigida por José Padilha para a Netflix..
Todos os dez episódios , que compõem a primeira temporada, foram disponibilizados na plataforma de streaming Netflix desde 28 de agosto de 2015. Entre os principais artistas incluídos Wagner Moura, no papel de Pablo EscobarPedro Pascal e Boyd Holbrook no papel de agentes em sua captura.
A segunda temporada da série foi confirmada pela Netflix e deve estrear em 2016.


Pablo Escobar foi um empresário que conheceu enorme sucesso durante os anos 1980 e 1990 com a exploração altamente agressiva de uma commodity até então pouco explorada. Em seu reinado, ele alcançou a lista dos maiores bilionários do mundo da “Forbes” e transformou a cocaína de artigo raro nos EUA a um problema de saúde pública.

Pessoalmente eu adoro esta série, porém, assim como a maconha, a produção até serve para um barato momentâneo, mas tem baixo índice de dependência química, rsrs. Colocaram Vagner Moura (que não sabe falar espanhol) para fazer o papel de um dos colombianos mais conhecidos da história, mas tudo bem, superei este detalhe.

A história é muito interessante, Escobar nunca se esqueceu de suas origens humildes e chegou próximo de seu sonho de se tornar presidente da Colômbia.





3 - Vikings (série)

Genteeee, para tudo! Esta série é SEN-SA-CIO-NAL.
Vou ser bem sincera com vocês, quando comecei a assistir esta série não achava tão legal assim, acho que porque eu não prestava atenção, hahah. Meu ex namorado era viciado por esta série (eu perdia sempre para os Vikings, rs) e claro, a conheci através dele. Depois que terminamos, resisti um pouco para assistir pelo simples fato de relacionar Vikings ao abençoado (quem nunca, hahaha).

Depois, passado as neuras quanto ao ex e junto com elas os sentimentos, resolvi começar a acompanhar a série, e caraaaaa, quando parei para assistir de verdade, percebi o motivo daquele estranho curtir tanto esta série (rsrsrs), e hoje ela está no rol das minhas preferidas.

A série acompanha a jornada do lendário Rei Ragnar Lodbrok (na série ainda um guerreiro/fazendeiro), personagem histórico que realmente reinou na Suécia e Dinamarca durante os séculos VII e IX. Ragnar foi um importante explorador viking e um dos responsáveis pela descoberta do Oeste. Na série, Ragnar é interpretado pelo australiano Travis Fimmel e, sinceramente, não vejo um protagonista tão incrível assim desde que descobri Frank Underwood. Ragnar é determinado, frio, calculista e um guerreiro habilidoso. Assim como outros grandes protagonistas (o já citado Frank Underwood e Walter White), a série toda é pontuada pelas decisões.
 Os vikings foram grandes exploradores e guerreiros. Chegaram até mesmo a América e sua influência se espalhou por grande parte da Europa, principalmente devido a saques e pilhagem na Inglaterra e França. Não falta sangue, não falta violência e claro, não falta a mitologia nórdica.
A maneira como o padre irá reagir aos costumes vikings é exatamente a maneira que nós reagiríamos. Isso torna muito mais fácil de entender aquela civilização e se portar diante dela. A fé é muito presente no cotidiano, e praticamente tudo é ditado por ela. Guerreiros desejam morrer em batalhas para encontrar seus amigos em Valhalla. Sacrifícios humanos são oferecidos a Thor para que uma mulher volte a se tornar fértil. A série toda é uma imersão em uma cultura totalmente diferente do que nós, ocidentais, estamos acostumados.




2 - De mal a pior (filme)

Chega de filmes "sérios" né. Sou bem eclética, e com relação aos filmes não é diferente, gosto do melhor de todas as categorias. Outro dia, a Netflix com toda sua perfeição me indicou este filme, na verdade este foi o primeiro filme indicado quando assinei a Netflix, então já comecei um relacionamento de confiança e fui assistir ao filme indicado. E como esperado, não me decepcionei, rs. 

 O filme é sobre uma jornalista chamada Meghan que tenta uma vaga para ser âncora no jornal de San Francisco. No mesmo dia que fez a entrevista, um pouco mais tarde descobre que a decisão estava entre ela e uma outra repórter e o vencedor da vaga seria anunciado pela noite. Suas amigas resolvem sair para comemorar, mas ao chegarem a sua casa descobrem que ela havia acabado de se separar do marido e estava na bad. Então suas amigas começam a incentivam mais ainda, quando de repente o telefone de Meghan toca e ela descobre que não conseguiu a vaga. Mesmo com todo esse clima suas amigas conseguem arrasta-la para a balada, entretanto por ser jornalista não tem muitas roupas de balada, então pega o “vestido de vadia” – como elas mesmo chamam – e sua amiga fica com seu terninho.

Enfim... depois ela fica sabendo que a outra colocada não ficou e que a vaga era dela, e que precisaria se apresentar na empresa no mesmo dia.

 Para conseguir se apresentar no novo emprego ela se mete em muitas confusões, é confundida com uma prostituta, fica no meio de um tiroteio no subúrbio, rouba uma bicicleta, invade residencias, atenta no templo judeu, enfim, provoca o caos na cidade.



1 - Orange Is The New Black

E enfim, a minha queridinhaaa!

Orange is the New Black baseia-se na história real de Piper Chapman, uma mulher cuja vida aparentemente perfeita é virada de cabeça para baixo, quando deve cumprir pena em um presídio feminino por crime de tráfico de drogas cometido há anos.

A série se baseia na vida de Piper Chapman (Taylor Schilling) e tudo começa a esquentar e acontecer quando Piper é enviada a prisão, por auxiliar sua namorada Alex, há muito tempo atrás, no tráfico de drogas. Condenada a cumprir uma pena de quase um ano, Chapman troca sua vida confortável em New York (onde era noiva de Larry e tinha uma vidinha bem tranquila) para ter que sobreviver a vida na prisão. A melhor parte é que a série é baseanda em fatos reais! E essas pessoas realmente existem (claro, sempre com mais detalhes que nunca saberemos se foram mesmo verdade).
Além de mostrar a rotina de Piper, Orange Is The New Black fala sobre a vida de todas as presidiárias, antes da prisão.Vale super a pena, eu adoro. Ah e a terceira temporada já está disponível no aplicativo!


E aí amores, se identificaram com os meus favoritos?


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *